19 de Dezembro de 2012

Há dias visitei um amigo entusiasta do chá verde. A curiosidade sobre as características desta bebida foram-me por ele explicadas: "é que, ao contrário dos chás pretos, este é um chá não fermentado, mais próximo da erva fresca, tornando-se notável pelo seu aroma e frescura vegetal." Os japoneses tratam-o como um produto fresco e mantêm cuidados que vão mesmo à refrigeração das folhas ou das infusões. A grande maioria dos chás verdes disponíveis no mercado são Sencha. Há no entanto espécies de Sencha mais refinadas. O Gyokuro, que significa "Orvalho Precioso", distingue-se pelas folhas verde esmeralda e tem um preço extremamente alto.

 

Preparação:

É fundamental dispor de uma água de boa qualidade sem cheiros ou cloro e nunca muito calcária. Prefiro sempre as águas engarrafadas da região do Gerês ou Caramulo pela sua baixa mineralização e p.H.

 

O segredo de uma boa infusão reside em aquecer a água quase até à fervura. Quer isto dizer que  não deve nunca ferver, apenas começando a libertar algumas bolhinhas no fundo. Com a água assim quente escalda-se primeiro o bule e despois escorre-se. Colocam-se então as folhas de chá no seu interior e tapa-se, por uns momentos, abafando-o. O vapor e o calor favorecem a libertação de aromas. Só depois se deita a água quase fervente e se espera cerca de 3 minutos para servir sem açúcar.

 

 

publicado por cozinhagula às 06:30

pesquisar
 
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
18
20
22

24
26
28

30
31


arquivos
2018:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO