30 de Junho de 2013

 Acepipe Delicioso (dia 6)

 Xaputa Frita com Risotto (dia 22) - Escabeche Morno de Polvo (dia 24) 

Churrascada à Argentina (dia 18)

 Feijoada à Moda da Casa (dia10) 

 Soufflé de Batata (dia 12) - Manteigas Aromatizadas (dia 14)

               Molho Pesto (dia 26)

 

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

28 de Junho de 2013

Ingredientes:

1 polvo

2 cebolas grandes

3 dentes de alho

½ pimento vermelho

½ pimento verde

8 batatinhas para cozer

1 copo de vinho branco

3 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de vinagre

1 colher de sopa de salsa picada

Sal e pimenta

 

Preparação:

Na panela de pressão coza o polvo com uma cebola descascada coberto de água durante uns 25 a 30 minutos. Corte a restante cebola às rodelas, pique os dentes de alho e leve tudo a refogar num tacho com o azeite. Lave os pimentos, corte-os em cubos e junte-os ao refogado, deixando suar cerca de 5 minutos.

Depois de o polvo estar cozido, deixe arrefecer um pouco, corte-o em bocados e junte-o ao refogado. Mexa, regue com o vinho branco e o vinagre, tempere com uma colher de chá de sal e pimenta moída na altura e salpique com a salsa acabada de picar. Envolva e retire imediatamente do lume. Acompanhe com as batatinhas cozidas com a casca.

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

26 de Junho de 2013

  Há sempre a hipótese de comprar um frasco

                mas não há nada como um pesto acabado de fazer...

 

Ingredientes:

2 dentes de alho

1 ramo de manjericão fresco

2 colheres de sopa de miolo de noz

4 colheres de sopa de azeite virgem

sal grosso e pimenta branca

 

Preparação:

Num almofariz esmague os dentes de alho com o sal grosso e as folhas e caules de um molho de manjericão. Adicione o miolo de noz e triture tudo até formar uma pasta. Junte o azeite e a pimenta acabada de moer e misture tudo muito bem.

 

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

24 de Junho de 2013

 

Foi num destes sábados quando dávamos o nosso passeio pela zona saloia de Sintra que descobrimos, sugerido por uma amiga, a Adega do Coelho em Almoçageme.

Ao que parece a especialidade da casa é o arroz doce mas como nós não comemos muitos doces ficámo-nos por um queijo meio seco e dose e meia de bacalhau assado na brasa com batatinhas novas cozidas. Uma salada de tomate, pimentos assados e cebola acompanhou o almoço.  Bebeu-se um Marquês de Borba porque a carta de vinhos apenas continha meia dúzia de tintos!

A Adega do Coelho  é um restaurante de aspecto rústico, atendimento informal mas eficaz, onde se come, ao que aconteceu naquele dia, bem.

Voltaremos lá certamente.

O Almoço para dois custou 44,20€.

 

 

 

 

Adega do Coelho

Av. Dr. Brandão de Vasconcelos, nº.7

2705-019 Almoçageme

Telf. 219 290 293

 

 

                 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

22 de Junho de 2013

 

  Apenas existem três formas de saborear tão feio peixinho:

                em filetes, também sem pele de cebolada e, frita em postas fininhas.

 

 

Ingredientes:

6 postas de xaputa

2 colheres de sopa de cebola pulverizada

250 gramas de espargos verdes

2 colheres de sopa de azeite

2 dl de vinho branco seco

5 dl de caldo de peixe (ver receita 2013.02.19)

200 gramas de arroz arbóreo

30 gramas de margarina

50 gramas de queijo mascarpone

20 gramas de queijo parmesão ralado

1 colher de sopa de farinha

sal

 

Preparação:

Peça no mercado que lhe cortem as postas de xaputa finas (cerca de 1cm de espessura) Aproveite a cabeça e rabo para fazer o caldo de peixe. Tempere o peixe com sal. Lave os espargos em água corrente, escorra e enxugue-os muito bem num pano. Leve um tacho ao lume com o azeite e deixe aquecer. Junte a cebola pulverizada e refogue durante 2 minutos. Adicione os espargos cortados em pedaços de 3 cm aproximadamente e deixe saltear um pouco sobre lume forte. Regue com o vinho branco e deixe ferver até obter uma consistência de xarope. Entretanto, ferva o caldo de peixe que preparou inicialmente. Junte o arroz metade dos espargos e regue com um pouco do caldo de peixe. Mexa bem e deixe cozinhar até o arroz ter absorvido todo o líquido. Vá juntando o restante caldo, a pouco e pouco, mexendo sempre até o arroz estar cozido. Para finalizar saltei os restantes espargos numa frigideira com a margarina. Tempere com sal e junte ao arroz conjuntamente com o queijo mascarpone e o parmesão. Mexa bem e sirva de imediato na companhia das postas de xaputa fritas também em azeite.

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

20 de Junho de 2013

Eram cerca de 250 amigos à mesa nas mesas do Restaurante Montes Claros em Lisboa, Parque Florestal do Monsanto.

Sob o pretexto do aniversário de uma velha e querida amiga, o “chef” Luis Baena foi o autor de algo que qualquer um de nós, amantes e amadores da cozinha teria vergonha. Um pretenso almoço gourmet foi transformado na maior das misérias culinárias!

Para entrada Salada de couscous com canela e amêndoa – uma base de tarte individual em massa quebrada industrial recheada com uma salada das pobres sêmolas cozidas e enxaguadas para tirar a goma misturadas com um pouco de cebola, pimento verde e tomate num prato enorme decorado com dois traços de pesto, três quartos de tomate cherry e um punhado de amêndoas torradas. Da canela nem cheiro…

Como prato principal uns Escalopes de vitela com molho basílico, ratatouille e rissóis de batata. Escalopes á laia de “saltimbocca alla romana” ou seja, panados de uma vitela sem sabor nem sal enrolados sob um queijo creme e fritos por momentos em óleo bem quente. A arte final do prato residia numa ratatouille de cenoura, beringela e courgette ao centro, dois  panados em cima e três pequenas fatias de um puré prensado que segundo o “chef” seriam rissóis!

A sobremesa : Tarte de mascarpone com groselha. Nada mais do que uma bolacha fabricada com algumas bolachas de aveia ou digestivas, melaço e frutos secos sob um creme de queijo mascarpone, açúcar e natas batidas. As groselhas frescas eram 3 a fazer companhia a uma folha de hortelã no topo da sobremesa.

 

Desilusão total para um almoço cheio de expectativas onde o que valeu foram as boas conversas em torno da mesa com amigos que são quase como da família.

 

 

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

18 de Junho de 2013

Ingredientes:

4 costeletas de vitela

1 lata grande de feijão preto

3 cebolas novas

1 pimento verde

3 dentes de alho

4 tomates maduros

2 piripiris

4 fatias altas de abacaxi

60 gramas de margarina

1 colher de sopa de coentros picados

Sal e pimenta

 

Preparação:

Descasque e pique uma cebola. Aloure-a num tacho com metade da margarina. Quando a cebola estiver meio cozinhada junte o pimento, lavado e sem sementes, cortado em tiras. Deixe saltear um pouco e adicione o feijão preto. Reduza para lume brando e apure um pouco. Rectifique o sal. Reserve. Descasque e pique as restantes duas cebolas e os dentes de alho e leve ao lume com a restante margarina. Deixe alourar e junte o tomate, pelado e sem grainhas em cubos. Junte os piripiris e tempere com sal. Cozinha em lume brando por uns 30 minutos.

Com as brasas preparadas grelhe de ambos os lados as fatias de abacaxi e as costeletas temperadas com sal e pimenta moída na altura.

Sirva as costeletas salpicadas de coentros. Acompanhe com o abacaxi, o feijão e o molho de tomate bem quente.

 

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

16 de Junho de 2013

As máquinas de café expresso com moinho integrado são uma solução económica para quem quer tomar uma verdadeira bica sem sair à rua.

 

Cá em casa optámos pela nova Philips-Saeco XSmall HD8743/11.

Trata-se de um modelo compacto, engraçado ao nível do design e ergonomia, com um sistema de limpeza automática do circuito de café, o bloco de preparação – uma invenção da Saeco - é o coração destas máquinas, assegurando que a máquina executa todas as tarefas autonomamente. Graças ao acesso fácil, pode retirá-lo facilmente para uma limpeza regular com apenas um clique. Amiga do ambiente e de baixo consumo – classe energética A, com moinhos em cerâmica, outra novidade mundial  da Saeco, ajustáveis para melhor personalizarmos o nosso expresso.

 

 

 

 

Preço praticado em Portugal entre 320 e 350€.

A nossa chegou de Barcelona via aérea em três dias por 205,02€ (195€ a máquina) !

 

www.redcoon.pt

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

14 de Junho de 2013

 

Carnes quentinhas e saírem da grelha ficam deliciosas perfumadas com qualquer destas “manteigas”. São boas também para Robalos, sargos, douradas ou linguados acabados de grelhar…

 

Manteiga de Lima e Coentros:

250 gramas de manteiga

3 colheres de sopa de coentros frescos picados

Sumo e Raspa de uma lima

 

Manteiga de Caril e Laranja:

250 gramas de manteiga

1 colher de sobremesa do meu caril (ver receita 2012-06-11)

Raspa da casca de 2 laranjas

 

Manteiga de Manga e Hortelã:

250 gramas de manteiga

1 manga descascada e cortada em pedaços

2 colheres de sopa de hortelã picada

 

Preparação:

Em qualquer das manteigas triture os ingredientes com alguns golpes de turbo.

Coloque a pasta obtida sobre um quadrado de folha de alumínio e molde em rolo.

Reserve no frio.

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

12 de Junho de 2013

 

Para os fins-de-semana solarengos que se aproximam, temos vontade de cozinhar pratos simples, saladas e grelhados.

 

 

Ingredientes:

3 batatas grandes

3 ovos

2dl de natas

2 colheres de sopa de azeite

50 gramas de mozarela ralada

Noz moscada

Sal e pimenta

 

Preparação:

Aqueça o forno a 180 graus C. Coza as batatas cortadas aos cubos em água temperada com sal. Separe as gemas das claras e bata as claras em castelo. Leve as natas ao lume e quando ferver retire-as. Escorra as batatas cozidas e passe-as pelo passe-vite ou triture-as no robot durante 1 minuto na velocidade 2 e depois uns segundos na velocidade 4 de forma a não vidrarem. Junte o azeite, misture e incorpore as natas. Acrescente as gemas e o queijo ralado. Envolva cuidadosamente as claras em castelo no puré. Tempere com sal, pimenta e noz moscada. Divida o puré por formas individuais untadas, tendo o cuidado de as encher só até metade. Leve ao forno por uns 20 minutos.

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

10 de Junho de 2013

  Apesar dos dias quentes esta é uma versão “light”

                da mais composta feijoada à transmontana.

 

Ingredientes:

600 gramas de entrecosto com entremeada

1 chouriço de carne pequeno

½ chouriço mouro

1 farinheira

500 gramas de feijão branco

2 cebolas

3 cenouras

2 tomates

1 couve portuguesa

½ couve lombarda

60 gramas de margarina

50 gramas de azeite

3 cravinhos de índia

Cominhos

Sal e piripiri

 

Preparação:

Coza o feijão na panela de pressão com água cerca de 3 dedos acima do nível do feijão, 1 cebola descascada e espetada com os 3 cravinhos, as cenouras, peladas e cortadas em cubinhos, uma colher de sopa de azeite e sal durante uns 40 minutos. Entretanto, leve ao lume a outra cebola, descascada e picada, com a margarina. Deixe refogar até começar a alourar. Introduza o entrecosto cortado em quadrados e deixe selar a carne, mexendo regularmente. Tire a pele ao chouriço de carne e mouro, corte-os em rodelas e junte à carne. Adicione o tomate pelado e cortado em bocadinhos, tape e deixe estufar por uns minutos. Quando as carnes estiverem macias, junte o feijão cozido, as cenouras e o respectivo caldo. Deixe retomar a fervura e introduza a couve portuguesa e a couve lombarda, depois de lavadas e ripadas. Rectifique o sal e tempere com um pouco de cominhos e o piripiri lavado e cortado em tiras. Pique a farinheira com um palito junte ao tacho, tape-o e cozinhe em lume brando até as couves estarem cozidas e o caldo apurado. Sirva a feijoada com a farinheira  cortada em fatias.

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

08 de Junho de 2013

  Em forma de flor este é um bolinho fácil,

                muito fresquinho para o Verão com um leve sabor a café.

 

Ingredientes:

2 pacotes de bolacha Maria

2 dl de natas

1 colher de sopa de açúcar

3 dl de café forte

grageias coloridas

 

Preparação:

Bata muito bem as natas e, assim que começarem a ficar espessas, junte o açúcar continuando a bater.

Mergulhe as bolachas, uma a uma, no café e disponha-as sobre um prato em forma de flor. Espalhe sobre as bolachas um pouco das natas e, por cima, disponha outra camada de bolachas embebidas em café. Repita esta operação até esgotar as bolachas e reserve uma parte das natas para cobrir o bolo. Polvilhe com grageias coloridas.

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

06 de Junho de 2013

   Entrada fria para um fim de tarde quente,

                 sem vento, na companhia de um alvarinho...

 

Ingredientes:

1 posta de bacalhau

2 ovos

1 cebola roxa

2 tomates maduros

25 gramas de azeite

sumo de 1/2 limão

sal e pimenta

 

Preparação:

Demolha-se bem a posta de bacalhau, retira-se a pele e todas as espinhas. Corta-se o bacalhau em quadradinhos (4x4 cm) e colocam-se numa travessa. Em cima de cada pedacinho coloca-se 1 rodela muito fina de cebola, uma de ovo cozido e uma de tomate espetadas com um palito ou espeto de canapé. Faz-se uma emulsão com o azeite, o sumo de limão, sal e pimenta e temperam-se os canapés.

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

04 de Junho de 2013

“Bacalhau da Noruega” é uma edição de 1955. O pequeno livrinho contém 62 receitas de bacalhau. “Acepipe Delicioso”, “Bacalhau Feliz”, “Bacalhau Perigoso” ou o “Bacalhau à Miguel Dias” são receitas que por experiência própria teremos de experimentar…

Foi-me oferecido pela minha mãe há cerca de trinta anos.

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

02 de Junho de 2013

 

 

No início eram as “pastilhas” em papel de filtro contendo café moído da Delta. Em 2006 comprei a minha primeira Nespresso na “boutique” do Chiado.  A vantagem de podermos variar os tipos de café bem como a facilidade na limpeza da máquina foram os argumentos decisivos para a compra.

Há pouco mais de 15 dias em conversa com um amigo, caiu a ficha! “Espera lá! Quanto dinheiro já gastámos em café? Que quantidade de café estamos a falar?”  Contas feitas não queríamos acreditar, um enorme dispêndio financeiro para uns meros 10 kg de café por ano!

 

A Nespresso Citiz  + 1490 cápsulas (o nosso consumo em 2012) totaliza 179,99€ do preço da máquina mais 558,75€ do café o que equivale a um dispêndio de  738,74€ . Se optássemos pela Dolce-Gusto gastaríamos os 79,00€ do preço da máquina, a Dolce-Gusto Picolo mais  464,69€ do café o que resultaria num total de 543,69€  ou seja, pouparíamos 195,05€ em relação à irmã Nespresso.  O Pingo Doce também lançou uma máquina deste género, 49€ para o equipamento e 402,30€ para a mesma quantidade de café. Mesmo poupando 287,44€ na proposta do grupo Jerónimo Martins o kg do café com estas dependências das cápsulas fica a 27,55€. Na líder do mercado, a Nespresso os preços estão ultra-especulados: 70,82€ por Kg o preço do café consumido no primeiro ano da compra da máquina!  e 53,57€ por Kg nos anos seguintes isto se como nos aconteceu a nós a máquina não avariar ao quinto ano… A primeira era uma essenza (2006), agora é uma citiz (2012).

 

Estamos a pensar em acabar com esta renda...

 

 

 

 

 

 

Top blogs de receitas
publicado por cozinhagula às 06:30

pesquisar
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

17
19
21

23
25
27
29



arquivos
2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


subscrever feeds
blogs SAPO